sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Cidadão Instigado encerra Festival Alto Verão


(por Carlos Messias | 25/01/2010 - http://billboard.br.com)

Depois de 9 dias e quatro (ótimas) atrações, o Cidadão Instigado fechou o festival Alto Verão, que levou Macaco Bong, Hurtmold, Móveis Coloniais de Acaju e a banda de Fernando Catatau ao Auditório Ibirapuera. Realmente funcionou a proposta de levar bandas do circuito alternativo com sonoridade tão consistente a um espaço com acústica e sistema de som de tamanha qualidade. O rock brega psicodélico do Cidadão nunca soou tão bem.
Com os teclados e sintetizadores de Dustan Gallas, as guitarras de Catatau e Régis Damasceno (com direito a inúmeros efeitos e distorções, como um que modula o instrumento ao som de uma cítara), a bateria tribal de Clayton Martin e o baixo por vezes (propositalmente) dissonante de Rian Batista, o som ficou extremamente encorpado, reverberante, cheio de camadas...
A banda fez a alegria dos fotógrafos, não por render fotos incríveis, mas simplesmente por ficar parada, sem sair do lugar. Sem grandes interações com o público, o Cidadão na verdade se mostrou à vontade com o repertório novo, tocando o último disco – Uhuuu! – quase na íntegra, com direito a improvisos e mudanças nos arranjos que ressaltaram o excelente entrosamento entre os músicos. Os trabalhos anteriores também foram relembrados.
Eles falaram com a plateia apenas em dois momentos, primeiro com um discurso nonsense de Rian Batista, e depois nos agradecimentos de Catatau – para o qual tudo foi “massa” – antes do bis. Aquele foi o primeiro show do Cidadão com iluminador, e todos os nuances do repertório do grupo foram muito bem sublinhados pelo recurso. As cores variavam– roxo, verde, vermelho... –, destacando uma “colcha de retalhos” psicodélica que decorava ao palco.
Eles voltaram para o bis com a lisérgica “Os Urubus Só Pensam Em Te Comer”, do primeiro álbum – Cidadão Instigado E O Método Túfo De Experiências (2005). Verdadeiro Jimi Hendrix do agreste, Catatau nem esperou os aplausos de pé do público antes de deixar o palco.
Formalidades não são muito com ele, mas sua banda soube se beneficiar com o aparato do imponente espaço, rendendo a melhor apresentação do festival. Dia 4 a banda se apresenta no Studio SP, em São Paulo, sem toda essa infra. Mas um show do Cidadão Instigado é um show do Cidadão Instigado...

(
em São Paulo- 24 de janeiro de 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário